Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Hetero Doméstico

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos

Insólitos insuflados com humor gourmet contrafeito e outros pitéus domésticos



Se deixou de beber leite, pode voltar a fazê-lo e basta arrancar o grelo da batata, espremê-la até ficar chata e coá-la até se tornar uma fonte de cálcio, numa terra barata...

O leite de batata é a bebida sensação do novo boião de uma solução ecológica para continuar a consumir leite, sem criar gado que rejeite ser ordenhado sem receber ordenado...

O leite de amêndoa e soja já têm os dias espremidos e os novos batidos de batata são igualmente ricos em proteína de lata, pacote ou garrafa vendida ao lote...

A DUG é a única empresa que comercializa este leite descascado, mas o mercado do 'faz em casa' já começou a reproduzir a bebida na banca da cozinha, antes que a vizinha publique fotos no Instagram, com as beiças esbranquiçadas e as batatas descascadas...

Inúmeros vídeos de 'como fazer leite de batata' já estão plantados no Youtube e os mais engraçados são aqueles em que os vídeos são cortados, sempre que os filhos interrompem as cozinheiras ao dizer 'Por que é não fazes antes batatas fritas, Mãe?'

A opinião de quem já provou o leite da DUG não é consensual!
Há quem diga que só sabe a casca, há quem o enfrasca dum só gole e há quem o considera quase tão salgado e mole, como o leite caseiro da marca Kospoing Ole...

As vendas do produto já estão enraizadas no Reino Unido, mas ainda não chegaram ao ouvido dos americanos que só admitem experimentá-lo se ele conseguir passar no ralo da pia das cozinhas que não utilizam... 

Em termos nutricionais, fica bem atrás dos demais, sendo 8 vezes menos rico que o leite de soja e 3 vezes menos nutritivo que o leite de amêndoa!
Ainda assim, a diferença de proteína, pode ser compensada, mastigando as pastilhas elásticas feitas das cascas que não se tornam compostagem. Se bem que rilhar chicletes não é bom para a imagem...

A especulação sobre a distribuição massiva do leite batatinha já fez disparar o preço dos sacos de serapilheira que, à sua maneira, já observam as batatas a querer fugir da sua fileira... 

A sustentabilidade da sua produção é a sua mais-valia, desde que se continue a contratar imigrantes ilegais para vergar a mola e encher a sacola rota de batatas quentes...

(fonte da notícia: https://www.odditycentral.com/foods/potato-milk-the-new-health-drink-thats-about-to-take-the-world-by-storm.html)

Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.